Mães que se cuidam são melhores cuidadoras

Slide1

Ser mãe é ser vulnerável!

            Todo mundo tem mãe, por isso talvez ela se tornou a culpada ou culpou-se por tudo.

            Eu aprendi com a maternidade que os filhos são uma parte de nós que pode ser melhores do que nós e nos fazer melhores para a vida.

            Eu aprendi trabalhando com saúde mental que ser mãe e ter mãe mexe intensamente com as emoções, nem sempre positivamente…

            Eu conheci mães extremamente felizes, mães que “não conseguem” ser mães, mães que perderam seus filhos, mães que abortaram, mães que não conseguiram nunca manter uma boa relação com os filhos, mães que abandonaram, mães que rejeitaram, mães que superprotegeram, mães que foram abandonadas pelas suas mães, mães com filhos doentes, mães que perderam suas mães, mulheres que não querem ser mães e mais todas as outras que vivem suas realidades individuais.

            A maternidade coloca a mulher na posição de exposição a toda sorte de emoção em alta intensidade e mesmo que o sentimento de afeto imenso pelo filho proteja uma parte, ainda assim continuamos carregando todas as nossas fraquezas e fortalezas.

            Portanto, mais do que qualquer pessoa, nós mães e mulheres que tem a potencial maternidade em si (mesmo que pelo desejo ou falta dele), precisamos de cuidado mais intensivo da nossa saúde mental.

            Mães que se cuidam são melhores cuidadoras. A mudança dos nossos filhos começa por nós e para isso é necessário que nos conheçamos e cuidemos para superar os desafios de todos os dias.

Esse post tem 1 comentário

  1. Sarah Vilhena de Moraes

    Que texto mais lindo e emocionante! Obrigada por existir, doutora, você é um ser iluminado. Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *