Orientações para parar de fumar

Img Post 01

O Tabagista quando pensa em parar de fumar fica assustado, amedrontado e foge dessa intenção. Isto é esperado, pois todo comportamento instalado, tem uma função, que nestes caso pode ser a busca de prazer, o alívio de tensão, minutos de descanso, além da nicotina que gera dependência física.

Somente o próprio fumante pode decidir interromper.

Método de Parada Imediata:

Neste método você marca uma data em que deixará de fumar, independente do número de cigarros fumados diariamente.

Quando chegar o dia escolhido:

  • Livre-se de todos os cigarros, isqueiros, cinzeiros e tudo que lembre fumar
  • Se mantenha ativo! Caminhar ou praticar um hobby ajuda o tempo a passar e diminui a necessidade de cigarro
  • Beba muita água ou sucos gelados.
  • Evite situações em que a vontade de fumar é grande. Evite álcool e café ou encontrar com fumantes.

Parada Gradual:

1) Reduzindo o número de cigarros. Por exemplo: Um fumante de 30 cigarros por dia, no primeiro dia fuma os 30 cigarros usuais.

  • no segundo, 25
  • no terceiro, 20
  • no quarto, 15
  • no quinto, 10
  • no sexto, 5
  • O sétimo dia seria a data para deixar de fumar e o primeiro dia sem cigarros.

2) Retardando a hora do primeiro cigarro. Por exemplo: no primeiro dia você começa a fumar às 9 horas.

  • no segundo às 11 horas
  • no terceiro às 13 horas
  • no quarto às 15 horas
  • no quinto às 17 horas
  • no sexto às 19 horas
  • no sétimo dia seria a data para deixar de fumar e o primeiro dia sem cigarros.

A estratégia gradual não deve durar mais de duas semanas, pois pode se tornar uma forma de adiar, e não de parar de fumar.

O mais importante é marcar uma data para que seja seu primeiro dia de ex-fumante. Lembre-se também que fumar cigarros de baixos teores não é uma boa alternativa. Todos os tipos de derivados do tabaco (cigarros, charutos, cachimbos, cigarros de Bali, cigarrilhas, narguilé, etc) fazem mal à saúde.

Caso não consiga parar de fumar sozinho, procure tratamento especializado.

 

Cuidado com as armadilhas

Nos momentos de estresse: procure se acalmar e entender que momentos difíceis sempre vão ocorrer e fumar não vai resolver seus problemas.

Sentindo vontade de fumar: a vontade de fumar (“fissura”) não dura mais que cinco minutos. Nesses momentos, para ajudar, você poderá chupar gelo, escovar os dentes, beber água gelada ou comer uma fruta.

Mantenha as mãos ocupadas com um elástico, pedaço de papel, rabisque alguma coisa ou manuseie objetos pequenos. Não fique parado – converse com um amigo, faça algo diferente que distraia sua atenção.

Evite pessoas e lugares que vão tenta-lo a fumar. Com o tempo você vai lidar mais facilmente com as tentações.

Mude seus hábitos. Use sucos e água gelada ao invés de álcool. Mude os caminhos que você usa no dia a dia. Faça uma caminhada ao invés de pausa para o café.

Procure alternativas ao cigarro. Use vegetais, balas sem açúcar ou chicletes para acalmar a vontade de fumar.

Atividades. Exercício e atividades ao ar livre diminuem a vontade de fumar. Procure caminhar ou realizar algum trabalho manual.

Respire profundamente. Durante os períodos de fissura, respire profundamente! Tragar um pouco de ar fresco é revigorante e não faz mal. Durante as respirações lembre-se dos motivos que o levaram a parar de fumar.

Evitar a abstinência não é fácil. Se você esta conseguindo, merece um prêmio. Separe o dinheiro que você habitualmente gastaria com cigarro e, no fim da semana ou do mês se de um presente. Lembre-se que o melhor presente você já ganhou!

 

Existem várias ideias que reforçam essa decisão:

  • Acreditar que você pode ficar doente se continuar fumando.
  • Acreditar que você pode fazer uma tentativa sincera de parar de fumar.
  • Acreditar que os benefícios em longo prazo de parar de fumar superam a ilusão de prazer imediato que o cigarro oferece.

 

Caso não consiga parar de fumar sozinho, procure tratamento especializado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *