Por trás da Mulher Maravilha, tem você!

            Slide1Hoje as redes sociais se tornarão cansativas com tantas frases e textos sobre as mulheres, e este blog tem por missão levar saúde mental, portanto façamos a nossa parte cuidando das “Mulheres Maravilhas” de plantão!

            Desde o nascimento já nos deparamos com as maravilhosas princesas e seus super poderes e atributos. Nossa mente tende a ser formada com muitas imagens idealizadas e distorcidas do papel da mulher.

            Uma boa parte das garotinhas sentem prazer em apreciar esta linda fantasia. E algumas “garotonas” continuam nesta busca da princesa super poderosa. Até um certo ponto não há mal nisso, estimular as zonas de bem estar cerebrais é positivo. Desde de que a fantasia não gere um sentimento de frustração, afinal elas serão “felizes para sempre”… E nós, reles mortais, viveremos todos os desafios da vida real, com pitadas de felicidade construídas diariamente.

            Atualmente passamos pela transição dessas princesas que se tornaram as mulheres criadas para estudar e serem bem sucedidas, e entende-se por sucesso: beleza, realização profissional, a maternidade assertiva, o relacionamento amoroso equilibrado, independência emocional, entre outros. E de fato esta é uma meta torturante, capaz de transformar as “princesas” em “bruxas” pelo excesso de cobrança e ansiedade gerada com este estereótipo.

            Por isso não devemos ignorar as nossas limitações e correr o risco de nos perdermos na busca de onde se encontram os nossos sonhos. A felicidade tem mais a ver com LIBERDADE EMOCIONAL e AUTOESTIMA do que com o look do dia e um corpo maravilhoso.

            As principais dicas são:

  • Lembre-se diariamente das suas qualidades e conquistas, tenha gratidão por isso;
  • Culpe-se menos pelas metas não alcançadas, ao invés disso, adeque-as a sua realidade;
  • Fale não sempre que for necessário;
  • Ria dos seus defeitos, custará menos enfrentá-los;

 

            Feliz dia das mulheres e o que eu te desejo é “saúde mental”, pois o resto é consequência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *